Rádio - Notícias

30/07/2020

Paraná é destaque em destinação correta de embalagens de defensivos


O Paraná é destaque nacional em recolhimento e destinação correta de embalagens vazias de defensivos agrícolas. Só no ano passado foram mais de 6 mil toneladas. A ação é feita por meio do sistema chamado Campo Limpo, programa de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas. Com isso, esses resíduos se tornam matérias-primas para novos produtos. Em 2019, foram encaminhadas para reciclagem ou incineração mais de 45 mil toneladas deste material no Brasil. O Paraná foi o responsável pela destinação de 13% deste total. De acordo com o coordenador da Divisão de Resíduos Sólidos do Instituto Água e Terra, Fernando Bunn, o Estado promove ações de educação ambiental para garantir o retorno correto dessas embalagens.// SONORA FERNANDO BUNN.// O descarte incorreto das embalagens de agrotóxicos pode poluir o solo e as águas, além de causar a morte de animais, como peixes, aves, por exemplo. O Estado tem 12 centrais e 58 postos de recebimento das embalagens de agrotóxicos. O Instituto Água e Terra coordena o projeto Campo Limpo no Estado. O programa é referência mundial no setor, e encaminha para o destino ambientalmente correto 94% das embalagens plásticas primárias comercializadas no país. A taxa de destinação no Paraná é de 99%. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: