Rádio - Notícias

28/07/2020

Polícia Civil chega a 88,6% na solução de homicídios em Curitiba


A Polícia Civil do Paraná atingiu, no primeiro semestre, índice de 88,6% de solução de homicídios em Curitiba. No período, foram registrados 140 crimes e solucionados 124. A taxa é superior à dos Estados Unidos, país referência em investigações policiais. Para o delegado-geral, Silvio Jacob Rockembach, esses resultados decorrem de três fatores: planejamento, implantação de uma gestão de resultados e trabalho. Ele ressaltou que foi implantado um sistema de avaliação de desempenho na PCPR, buscando atingir metas e resultados pelo menos iguais àqueles que vem sendo alcançados por outras polícias do mundo, consideradas referência em investigação criminal. O índice de solução de homicídios em Curitiba já supera até mesmo o de uma das melhores polícias do mundo, a de Nova Iorque. Eles publicaram os dados do primeiro trimestre, divididos por três regiões, com média de 76,6%. De acordo com a delegada Camila Cecconello, a motivação de 77% dos homicídios está relacionada ao tráfico de drogas. Ainda segundo a delegada, as ações de inteligência e a atuação conjunta entre as unidades da Polícia Civil são decisivas na obtenção de bons índices, bem como a qualidade dos serviços técnicos de papiloscopia da Civil e de perícias da Polícia Científica. A maioria das vítimas são homens, somando 128, e as estatísticas mostram 12 mulheres, com seis feminicídios registrados. A maior parte das vítimas tinha entre 18 e 29 anos, com 40% do total, e entre 30 e 39 anos, com 30%. A colaboração da população para a elucidação de crimes é importante. Informações sobre qualquer tipo de crime podem ser passadas pelo telefone 197 da Polícia Civil do Paraná. As denúncias exclusivas sobre homicídios podem ser feitas no número 0800 6431 121. O sigilo é garantido. (Repórter: Wyllian Soppa)


Recomendar esta página via e-mail: