Rádio - Notícias

27/07/2020

Denúncias de violência contra idosos no Paraná aumentam 28% no primeiro semestre


A confiança da população no anonimato do Disque Denúncia 181 tem feito o número de denúncias de violência contra a pessoa idosa aumentar no Paraná. Entre janeiro e junho deste ano, foram 719 denúncias anônimas dando conta de casos envolvendo crimes e maus tratos contra estas pessoas. O número é 28% superior aos do mesmo período do ano passado, quando foram 562 denúncias. Além do telefone, também é possível repassar informações pelo portal do programa www.denuncia181.pr.gov.br. Na capital, este aumento também pode ser percebido. Somente em Curitiba, foram 256 denúncias durante o primeiro semestre do ano, 50 a mais do que no mesmo período de 2019. De acordo com o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, é muito importante que a polícia receba informações sobre a ocorrência de crimes para contribuir com os trabalhos de investigação. O coordenador do Disque Denúncia 181, capitão André Henrique Soares, afirma que o fator pandemia fez também como que aumentasse em 21% o número de denúncias entre março e junho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Nestes quatro meses de 2020, foram 449 casos denunciados, contra 370 em 2019.  O capitão ressalta a importância da população denunciar ativamente. // SONORA ANDRÉ SOARES // O coordenador considera que é importante que vizinhos, familiares e amigos estejam atentos e denunciem as ocorrências. Barulhos na residência, aparência física e emocional do idoso e agressões verbais ou até mesmo físicas são alguns dos detalhes que devem ser observados, além de indícios de abandono. A violência contra a pessoa idosa é um dos crimes que podem ser denunciados por meio do serviço, que foi criado inicialmente como Narcodenúncia 181. Com o tempo, o programa foi ampliado e hoje recebe todo tipo de informação que leve à prisão de pessoas ou apreensão de ilícitos. Podem ser denunciados crimes ambientais, de violência contra mulheres, crianças e adolescentes, de porte ilegal de armas de fogo, de pessoas com pendência judicial ou procuradas pela justiça, e também, os de tráfico de drogas. Se houver uma emergência, ou se o denunciante está vendo um crime que está ocorrendo naquele momento, ele deve ligar ao 190 para que a viatura seja deslocada e dê o atendimento imediato. Já se a situação precisa de investigação ou de apuração, a denúncia é para o telefone 181. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: