Rádio - Notícias

15/07/2020

Consórcio multiplica mercado para agroindústrias da região Central do Paraná


As agroindústrias que fazem parte do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Rural e Sustentável da Região Central do Paraná, e estiverem regularizadas no Sistema de Inspeção Municipal, poderão comercializar legalmente os produtos de origem animal nos mercados dos 30 municípios desse território. Até agora, uma agroindústria instalada em um município com 2 mil ou 3 mil habitantes tem apenas esse público como alvo para as vendas. Com a comercialização permitida a todo o Cid Centro, os potenciais clientes ampliam-se para 570 mil. Para selar a ação foram realizados eventos em Pitanga e Ivaiporã, com participação de autoridades, via web. O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, acompanhou de Curitiba. Ele disse ser importante permitir que produtos alimentícios sanitariamente seguros para os consumidores atravessem divisas. Para Ortigara, o trabalho do Cid Centro é um passo importante na consolidação da pequena agroindústria.// SONORA NORBERTO ORTIGARA.// De acordo com Carlos Eduardo dos Santos, médico veterinário do Núcleo da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento em Ivaiporã, este é o primeiro consórcio intermunicipal do Paraná a conquistar esse status. Carlos disse que houve uma sintonia entre os 30 municípios para ampliação da área de abrangência da certificação municipal.// SONORA CARLO EDUARDO DOS SANTOS.// No lançamento desta quarta-feira, foram habilitadas a indústria Frango Caipira Sertanejo, de Pitanga, e a Pescado de Lageados, de Ivaiporã. Outras 50 agroindústrias estão em processo de habilitação. A ampliação de horizonte territorial também reforça a confiabilidade quanto à sanidade do produto. A união garantida pelo consórcio possibilita que o número de médicos veterinários e agentes de inspeção não fique reduzido a um ou dois em cada município, mas englobe todos os que compõem o Cid Centro. Os municípios também se preparam para pleitear a inclusão no Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte no Estado do Paraná. Isso permitirá que vendam os produtos para todo o Estado. Mas, até o final do ano, os 30 municípios têm outra responsabilidade em termos de qualidade de produtos de origem animal. O Cid Centro está entre os 12 consórcios selecionados, de 53 que se inscreveram, para um projeto piloto do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com vistas a garantir o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Com isso, o mercado passa a ser o nacional. Segundo Plínio Leite Lopes, do Departamento de Suporte e Normas Técnicas do Ministério, a expectativa é que o Cid Centro consiga aproveitar todo o conhecimento e conquiste a adesão ao Sisbi.// SONORA PLÍNIO LEITE LOPES.// Mais informações sobre a ação constam no site da Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: