Rádio - Notícias

29/06/2020

Paraná se consolida entre os mais transparentes em contratações


A organização civil Transparência Internacional Brasil aumentou a nota do Paraná quanto à divulgação das contratações emergenciais para o enfrentamento à Covid-19. O resultado da avaliação da entidade foi divulgado nesta quinta-feira, e deu ao Estado a nota 88,61, o que o manteve com conceito ótimo. Segundo o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, o Paraná foi um dos primeiros estados a atingir o conceito ótimo. Ele explicou que a preocupação com a transparência contribuiu para a aquisição de respiradores pelo menor preço entre os estados e que vem fomentando novas ações, como o Projeto Harpia, divulgado semana passada. A CGE, Controladoria-Geral do Estado, é responsável pelo Portal da Transparência e também por reunir as informações a serem divulgadas sobre aquisições e contratações de serviços para o combate ao coronavírus. Para o controlador-geral, a avaliação de órgãos externos, como a Transparência Internacional, é importante para que o Governo melhore cada vez mais o desempenho. Ainda segundo ele, o Governo do Estado disponibiliza, inclusive, informações a mais, que não constam nos critérios da entidade.// SONORA RAUL SIQUEIRA.// Segundo o controlador-geral, o Projeto Harpia, divulgado na última quarta-feira, vai aumentar o controle sobre o dinheiro público, combater a corrupção e transformar o Paraná no Estado mais transparente do País. Ele completou que estão disponíveis cartilhas para orientar os gestores públicos sobre como proceder para contratações emergenciais, na aba Orientações e Recomendações. As publicações, direcionadas para o serviço público, podem servir à iniciativa privada pois mostram como proteger os processos de atos ilícitos e de corrupção. Na avaliação anterior, divulgada no dia 21 de maio, o Paraná tinha alcançado 81 pontos na escala até 100, com conceito ótimo. Esse resultado, o colocou como terceiro estado em melhor transparência sobre gastos com contratações e aquisições para o enfrentamento da covid-19. No mesmo ranking, seria o quarto colocado se considerado o Distrito Federal, que tem dimensões bem menores que os estados. Matheus Gruber, coordenador de Transparência e Controle Social da CGE, avaliou que ao se aproximar da nota máxima são detalhes que somam pontos, mais concentrados na forma de apresentação que propriamente no conteúdo disponível.// SONORA MATHEUS GRUBBER.// Além das informações elencadas pela Transparência Internacional, o portal coronavirus.pr.gov.br divulga dados considerados relevantes pela CGE, para estimular o controle social e informar a sociedade. Entre eles, estão a transparências nas doações de empresas ou entidades para o Estado reforçar o enfrentamento à doença. Ainda segundo Grubber, o Paraná divulgar os chamamentos públicos para prestação de serviços no combate à pandemia, principalmente da área da saúde, é imprescindível para a transparência nas contratações. Outros detalhes também podem ser conferidos em www.aen.pr.gov.br. (Repórter: Wyllian Soppa)


Recomendar esta página via e-mail: