Rádio - Notícias

17/05/2020

Saúde alerta para prevenção e combate ao abuso sexual de crianças


Esta segunda-feira, 18 de maio, é marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e a Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta para a importância do assunto. Dados do SINAM, Sistema de Informação de Agravos mostram que em 2019, dos 40.551 casos notificados de violência interpessoal autoprovocada no Paraná, 44,% envolveram crianças e adolescentes. No que se refere às notificações de violência sexual, os dados no Estado são alarmantes. Dos 4.326 registros, 76,9% foram praticados contra crianças e adolescentes. Neste ano, são 4 mil e 700 novas denúncias, que revelam que mais de 70% dos casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes são praticados por pais, mães, padrastos ou outros parentes próximos das vítimas. Também em mais de 70% dos registros, a violência foi cometida na casa do abusador ou da vítima. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, disse que os dados demonstram a importância da prevenção e enfrentamento desse grave problema de saúde pública. É imprescindível a articulação de ações intersetoriais para proteger este público e responsabilizar os agressores, bem como conscientizar a população sobre formas de identificar e denunciar os casos suspeitos. Devido às medidas de isolamento social pela Covid-19, o UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, junto à Organização Mundial da Saúde, alertam que as crianças e os adolescentes estão mais expostos a situações de violência física, sexual e psicológica devido ao aumento das tensões domiciliares. A Secretaria da Saúde reforça a importância do papel da rede de proteção e dos profissionais de saúde no acolhimento, cuidado e proteção das crianças e dos adolescentes, de forma integral e humanizada. Diretora de Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, alerta sobre em tempos de Covid-19, ter que cuidar das relações familiares e estar sempre alerta. // SONORA MARIA GORETTI // O Paraná possui um canal próprio de denúncias o DIQUE 181, O Disque 100, também recebe ligações de qualquer telefone fixo ou móvel, ambos são serviços de atendimento telefônico gratuitos que recebem denúncias sobre violações de crianças e adolescentes. Funcionam 24 horas por dia e as denúncias são anônimas. (Repórter: Sérgio Aguiar)


Recomendar esta página via e-mail: