Rádio - Notícias


11/05/2020
Governo do Estado oferece atendimento psicológico online gratuito pelo serviço Telemedicina Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentou, nesta segunda-feira, a ferramenta de atendimento psicológico gratuita disponibilizada pelo Governo do Estado. Segundo ele, trata-se de algo inovador e essencial para ajudar as pessoas a enfrentarem medos e dificuldades durante a pandemia do novo coronavírus. As consultas acontecem pelo aplicativo e pelo site de telemedicina lançados pelo Governo do Estado em abril. Há garantia de sigilo absoluto, respeitando o escopo ético da profissão. O serviço é fruto de uma parceria do Governo do Estado com o CRP, Conselho Regional de Psicologia do Paraná, e psicólogos voluntários, e já conta com 50 profissionais realizando os acolhimentos, além de outros 90 que estão sendo capacitados para utilizar a plataforma. Entre o dia 1º e 10 de maio foram realizados 59 atendimentos virtuais. Segundo Ratinho Junior, esse modelo virtual tem apresentado excelentes resultados e deve gerar novas políticas públicas depois da pandemia.// SONORA RATINHO JUNIOR.// O aplicativo agrega profissionais de todo o Estado e dá acesso a atendimento especializado. Esse modelo foi construído no Governo do Estado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Secretaria de Estado da Saúde e Celepar, Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná. A psicóloga e professora Jeanine Rolim é uma das idealizadoras do projeto, ao lado da também psicóloga Carolina Simeão. Ela explicou que o atendimento virtual pode ajudar em vários aspectos da vida cotidiana, e serve como acolhimento e apoio diante da perda, do medo e da insegurança.// SONORA JEANINE ROLIM.// O atendimento psicológico acontece apenas por chamada de vídeo ou áudio para evitar registro documental e permitir contato mais próximo entre o profissional e o paciente. Pedro Braga Carneiro, conselheiro do CRP, afirmou que a possibilidade de atendimento remoto respeita uma técnica bem difundida no meio. Segundo ele, mais do que dobrou o número de psicólogos credenciados na modalidade de atendimento virtual no cadastro nacional desde o começo da curva problemática da pandemia, em março.// SINORA PEDRO BRAGA.// O protocolo para atendimento psicológico na telemedicina do Paraná foi incluído no dia 1º de maio em fase de testes. Agora ele está totalmente ativo. Nessa metodologia, o bolsista pergunta ao paciente se há interesse na consulta ou pode também identificar, durante a interação, se há a necessidade de atendimento nessa área. O usuário também pode solicitar o atendimento psicológico logo ao acessar o Telemedicina Paraná. São 98 bolsistas, 60 médicos e 50 psicólogos já cadastrados no programa, conforme explicou o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.// SONORA ALDO BONA.// O aplicativo Telemedicina Paraná está disponível para os sistemas Android e iOS. A plataforma foi lançada em meados de abril e, até o dia 10 de maio, registrou 3.794 atendimentos, inclusive de pessoas do Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Foram 908 encaminhamentos para consultas virtuais com médicos e 4 pacientes tiveram que procurar uma unidade básica de saúde indicada por esses profissionais. Outras informações podem ser conferidas em saude.pr.gov.br, e também no portal coronavirus.pr.gov.br. (Repórter: Wyllian Soppa)






Salvar