Rádio - Notícias


06/05/2020
Governador Ratinho Junior destaca união entre poderes no combate à pandemia do coronavírus

O governador Carlos Massa Ratinho Junior destacou nesta quarta-feira que a união entre os três poderes e o Ministério Público tem sido fator fundamental no combate ao novo coronavírus no Paraná. Ele disse que essa integração será primordial para enfrentar o momento após a pandemia, para atender os mais vulneráveis, o setor privado e aqueles que perderam empregos. O governador participou do programa Conexão, transmitido pela 2ª vice-presidência do Tribunal de Justiça, TJ, do Paraná nas redes sociais, junto com o presidente do TJ, desembargador Adalberto Xisto Pereira, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, e o Procurador-Geral de Justiça, Gilberto Giacoia. O governador afirmou que o trabalho conjunto é essencial para superar desafios. // SONORA RATINHO JUNIOR // Foram 130 milhões de reais em repasses dos poderes e órgãos de Estado para o fundo da saúde, sendo 37 milhões e 700 mil reais da Assembleia Legislativa, 30 milhões do Tribunal de Justiça, 8 milhões da Defensoria Pública, 6 milhões e 500 mil do Ministério Público do Trabalho, 13 milhões do Ministério Público do Paraná e 15 milhões do Tribunal de Contas. Os recursos já estão sendo usados para compra de equipamentos, materiais e insumos, contratação de novos leitos de UTI e enfermaria. O governador Ratinho Junior destacou que há uma estruturação da rede de atendimento público no interior do Estado com três hospitais regionais e quatro universitários. // SONORA RATINHO JUNIOR // No encontro virtual, o governador também citou a criação de três novos Centros Judiciários de Solução de Conflitos, Cejusc. O Governo do Estado é parceiro das iniciativas, inéditas no Brasil, de conciliação e mediação de conflitos fundiários, de dívidas de mutuários da Cohapar e na recuperação judicial de empresas. Pelo acordo, processos envolvendo reintegração de posse, desocupações, regularização de loteamentos clandestinos e outras questões relacionadas à disputa de terras, rurais ou urbanos, serão intermediados pelo Cejusc Fundiário. O Cejusc da Casa Fácil será especializado em habitação, com o objetivo de auxiliar os beneficiários que adquiriram as moradias, mas estão inadimplentes. Para evitar que empresas com dificuldades financeiras declarem falência, foi criado o Cejusc da Recuperação Empresarial. Ele foi implantado como projeto-piloto em Francisco Beltrão, no Sudoeste, e será o primeiro do País nessa área. A ideia é evitar a judicialização desses processos. Na conversa, o governador ainda citou o lançamento do programa Cartão Comida Boa, que vai beneficiar 840 mil inscritos no Cadastro Único do Governo Federal, 168 mil microempreendedores individuais, contribuintes individuais do Regime Geral da Previdência Social e trabalhadores informais de qualquer natureza. O governador destacou esta e outras medidas voltadas ao atendimento social. // SONORA RATINHO JUNIOR // O governador ainda lembrou que, além do coronavírus e da crise gerada por conta da doença, o Paraná passa por outros desafios. Entre eles, uma grande crise hídrica, com poucas chuvas, afetando o abastecimento de água, e também uma epidemia de dengue, com mais de 157 mil pessoas infectadas no Estado. (Repórter: Rodrigo Arend)






Salvar