Rádio - Notícias

30/04/2020

Cartilha orienta como proteger crianças da violência durante a pandemia


A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho lançou nesta quarta-feira um guia digital com orientações e cuidados para proteger crianças e adolescentes durante a pandemia do novo coronavírus, visto que a reclusão pode resultar no aumento de conflitos familiares. Além de abordar as questões comportamentais e de higiene, o material mostra como reconhecer sinais de violência doméstica e denunciá-las. De acordo com o secretário Ney Leprevost, o conteúdo será enviado para toda a rede de proteção à criança no Estado e estará disponível no site da secretaria.// SONORA NEY LEPREVOST.// Segundo os dados do Disque Denúncia 181 do Governo do Estado, as denúncias de violência contra crianças e adolescentes cresceram 12% de janeiro a abril de 2020, em relação ao mesmo período de 2019. O secretário Ney Leprevost anunciou o início de ações educativas em condomínios para abordar a violência doméstica e a importância de notificá-la. A Lei Estadual sancionada em março pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior determina que os condomínios residenciais e comerciais comuniquem os órgãos de segurança pública sempre que houver indícios de violência doméstica e familiar. A ação inclui diversas blitzes. O coordenador da Força-Tarefa, Felipe Hayashi, explicou que o objetivo é orientar os condomínios sobre o que fazer quando for detectada situação de violência.// SONORA FELIPE HAYASHI.// A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho também passa a integrar o Comitê para Gestão de Crise da Covid-19, do Ministério da Economia, em relação à proteção da saúde do trabalhador. Junto ao comitê, a pasta vai desenvolver novas ações de prevenção e orientação referentes a medidas já anunciadas pelo Governo do Estado durante a pandemia do coronavírus. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: