Rádio - Notícias


30/03/2020
Mais de mil bolsistas vão ajudar no combate ao coronavírus no Paraná

O Governo do Paraná confirmou, nesta segunda-feira, 268 novas vagas para reforçar o quadro de bolsistas no combate ao novo coronavírus e alcançou 1.064 profissionais disponibilizados para todas as regionais de saúde e 13 postos de divisa rodoviária. O investimento global da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Fundação Araucária é de 8 milhões de reais. As bolsas são do Programa de Apoio Institucional para Ações Extensionistas de Prevenção, Cuidados e Combate à Pandemia do Coronavírus e envolvem 22 cidades-polo do Paraná. A nova etapa de contratação destina estudantes nos anos finais da graduação e profissionais para 12 cidades do interior, além do sistema penitenciário. O novo edital fica aberto até esta quinta-feira e as vagas são para médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e coordenadores. As bolsas são de 1500 a 4000 reais por mês. Inicialmente, eles são contratados por quatro meses, mas o período pode ser ampliado para até oito meses. O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, afirmou que a ação foi pensada em atender a um pedido do governador Carlos Massa Ratinho Junior de envolver as universidades em tudo o que se fizesse necessário na política de enfrentamento à Covid-19.// SONORA ALDO BONA// Os bolsistas da primeira etapa já começaram a atuar sob supervisão da Secretaria da Saúde auxiliando no atendimento em centrais de informações, atenção às divisas rodoviárias, atendimento à população em unidade de saúde, hospitais e outros estabelecimentos da área, junto ao Lacen, o Laboratório Central do Estado e ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde. Os bolsistas se reuniram na Escola de Saúde Pública do Paraná para receber orientações. Eles conheceram as estratégicas das ações de monitoramento, cuidados com a população e orientações gerais de combate à Covid-19. Além de mais cidades, o segundo edital também atende o sistema prisional. O superintendente Aldo Bona destacou que o projeto uniu a qualidade dos pesquisadores, profissionais e estudantes da área da saúde em prol do mesmo objetivo.// SONORA ALDO BONA// Os projetos extensionistas de combate ao coronavírus foram elaborados por pesquisadores em diferentes áreas do conhecimento das sete universidades estaduais do Paraná, junto com a Universidade Federal do Paraná. Por orientação da Secretaria da Saúde, as equipes devem ser formadas 50% por enfermeiros e 50% por técnicos de enfermagem ou estudantes, para cada grupo e turno de trabalho. Eles ficam subordinados ao enfermeiro do posto que estiver no plantão e os profissionais vão atuar exclusivamente nas ações de saúde, não cabendo a eles a barreira física dos veículos, nos postos rodoviários. As inscrições podem ser feitas no site www.setipr.net.br/covid19. São 268 vagas nessa segunda etapa e o critério de escolha dos bolsistas é por ordem de inscrição. Todas as informações sobre a Covid-19 estão no site www.coronavirus.pr.gov.br. (Repórter: Priscila Paganotto)






Salvar