Rádio - Notícias

24/03/2020

Copel vai ampliar atendimento para famílias de baixa renda e suspender cortes de energia em residências e hospitais


A Copel informa que a faixa de isenção para subsídio da fatura de energia elétrica, que beneficia famílias de baixa renda com gratuidade na conta de luz, será ampliada pelo período de 90 dias. A faixa de uso era de até 120 kilowatts/hora, e agora sobe para 150. Desta forma, cerca de 58 mil novas famílias vão ser atendidas pelo programa, totalizando 217 mil famílias de baixa renda no Paraná beneficiadas com energia gratuita. A Copel também suspende por 90 dias, contando partir desta quarta-feira, os cortes por não pagamento de contas de energia de residências, inclusive as de baixa renda, além de serviços e atividades consideradas essenciais, como hospitais e assistências médicas. A medida vale para toda a área de concessão da Copel e tem o objetivo de permitir que as pessoas afetadas economicamente pela crise trazida pela pandemia do coronavírus possam se organizar para realizar os pagamentos. A suspensão dos cortes e outras adequações adotadas pela Copel para este período seguem as orientações da Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel, órgão que regulamenta o setor no Brasil. Nos casos de pagamento em atraso da conta de luz, permanecem as regras anteriores, incidindo multa de 2%, juros de mora de 1% ao mês calculados com atualização diária, e atualização monetária baseada no IGP-M, da Fundação Getúlio Vargas. A cobrança de faturas das demais classes e aquelas anteriores às mudanças anunciadas continuam válidas. Portanto, o consumidor que teve a energia cortada por falta de pagamento anterior deve quitar o débito e solicitar a religação nos canais de atendimento da empresa, que seguem funcionando. A Copel orienta o consumidor a realizar o pagamento de contas de energia por meio de débito automático ou pelos aplicativos bancários. Mais informações estão na página www.copel.com. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: