Rádio - Notícias

18/03/2020

Farmácias do Estado adotam medidas preventivas


A Secretaria de Estado da Saúde definiu medidas preventivas para a contenção da transmissão do coronavírus no ambiente das farmácias do Estado. As 23 unidades da Rede Estadual estão recebendo um usuário por vez e apenas em horário agendado. O Paraná tem hoje mais de 262 mil usuários cadastrados no sistema das farmácias, que buscam remédios padronizados pelo SUS ou via demanda judicial. As farmácias da rede estão atendendo em horário normal e, de acordo com a Secretaria de Saúde, não existe falta de medicamento. Segundo a coordenadora de Assistência Farmacêutica, Deise Pontarolli, o objetivo com estas orientações é a prevenção, o bem-estar coletivo e a agilização dos serviços.// SONORA DEISE PONTAROLLI.// A coordenação de Assistência Farmacêutica do Estado recomenda que usuários com febre, tosse ou dificuldade para respirar não compareçam à unidade. Diante de alguma dificuldade ou apresentando sintomas respiratórios, o usuário pode autorizar outra pessoa para efetuar a retirada. A entrega antecipada de medicamentos também está sendo feita neste momento pelas farmácias do Estado, de acordo com a disponibilidade dos estoques. Deise Pontarolli explicou que dos 255 itens que fazem parte do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica e Elenco Complementar, 165 apresentam estoque para entrega com cobertura até maio e outros 51 itens têm estoque para antecipação até abril.// SONORA DEISE PONTAROLLI.// Está prevista ainda a ampliação da entrega de medicamentos no domicílio. O serviço já é ofertado a cerca de 3.500 usuários da farmácia da 2ª Regional de Saúde, em Curitiba, e a extensão deverá abranger mais seis farmácias do Estado nos próximos meses, conforme a Secretaria. Em relação aos pacientes já cadastros, a Secretaria da Saúde também estuda, em parceria com a Celepar, ajustes no sistema de informação para que os processos de medicamentos com vigência até março, abril e maio sejam renovados de forma automática, sem a necessidade de deslocamento até a farmácia. A Secretaria de Saúde lembra que a pesquisa por medicamentos pode ser feita pelo PIÁ, Programa de Inteligência Artificial do Governo do Paraná. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: