Rádio - Notícias

06/03/2020

Governador Ratinho Junior integra missão oficial do Brasil aos Estados Unidos a partir deste sábado


O governador Carlos Massa Ratinho Junior integra a missão brasileira nos Estados Unidos entre este sábado e a próxima terça-feira, dia 10. A comitiva liderada pelo presidente Jair Bolsonaro cumpre uma série de agendas na Flórida, incluindo um seminário com empresários brasileiros e norte-americanos, promovido pela Apex Brasil, a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos. Durante a agenda, devem ser assinados acordos bilaterais entre Brasil e Estados Unidos em áreas como tecnologia e defesa, e negociações com investidores. Ratinho Junior é o único governador a acompanhar a missão oficial brasileira, de acordo com informações da Presidência da República. Ele destacou que se sente honrado em cumprir uma agenda que pode trazer frutos positivos para o Brasil.// SONORA CARLOS MASSA RATINHO JUNIOR//Entre os compromissos da missão estão a visita ao Comando Sul dos Estados Unidos, vinculado ao Departamento de Defesa; um encontro com a comunidade brasileira na Flórida; e a participação na abertura da Conferência Internacional Brasil-Estados Unidos. A comitiva também faz uma uma visita à unidade da Embraer, responsável pela montagem do A29 Super Tucano. O Seminário Empresarial Brasil-Estados Unidos na Flórida, promovido pela Apex, acontece na segunda-feira e deve reunir cerca de 300 lideranças empresariais e formadores de opinião dos dois países. Os painéis discutem sobre as perspectivas da economia brasileira e o novo ambiente de negócios do País, inovação e bioeconomia. De acordo com a Apex, os Estados Unidos foram o segundo principal destino das exportações brasileiras no ano passado, com mais de 13% de participação no total exportado pelo Brasil, atrás apenas da China. No ano passado, a corrente de comércio Brasil-Estados Unidos atingiu o valor de 59 bilhões e 800 milhões de dólares, com crescimento de 3,7% em relação a 2018. Foram 29 bilhões e 700 milhões de dólares em exportações e 30 bilhões e 90 milhões de dólares em importações. (Repórter: Priscila Paganotto)


Recomendar esta página via e-mail: