Rádio - Notícias

17/02/2020

Secretaria da Saúde reforça prevenção de doenças sexualmente transmissíveis no período de Carnaval


A Secretaria de Estado da Saúde intensificou as medidas preventivas para as doenças sexualmente transmissíveis no período do Carnaval com a distribuição gratuita de 4 milhões de preservativos masculinos, 90 mil preservativos femininos e 250 mil unidades de gel lubrificante. A distribuição já aconteceu para as 22 Regionais de Saúde do Estado que agora repassam para todos os municípios. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, a preocupação com as DSTs é contínua e acontece junto de toda a população, porém, no período de Carnaval, o foco é o público jovem e o adulto-jovem. As doenças transmitidas por relação sexual são causadas por mais de 30 vírus e bactérias através do contato, sem o uso de preservativo, com uma pessoa que esteja infectada. A chefe da Divisão de Doenças Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria, Mara Franzoloso, destaca que a pessoa que teve contato sexual sem proteção deve buscar o diagnóstico o quanto antes, reduzindo o impactos de doenças como a Aids. // SONORA MARA FRANZOLOSO // A Secretaria estadual da Saúde mantém o acesso gratuito ao diagnóstico, em todas as unidades de saúde, com a realização de testes rápidos para detecção de presença do vírus do HIV/AIDS, sífilis e hepatite viral. Estes exames ficam prontos em cerca de 30 minutos. Pessoas diagnosticadas com as doenças são encaminhadas para tratamento, com distribuição de medicamentos como antivirais, antirretrovirais, antimicrobianos e penicilina, entre outros. De 2018 para 2019, o Paraná teve 19% de redução dos casos de Aids; 22% na mortalidade por Aids, e 75% na mortalidade por Aids em menores de 5 anos. No mesmo período o Estado conseguiu redução de 12% nos casos do HIV. O Paraná é referência nacional no programa de eliminação da transmissão vertical do HIV, de mãe para filho. Curitiba e Umuarama receberam em 2019 o título de municípios livres da transmissão. Foram as únicas cidades do Brasil a obter a certificação. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: