Rádio - Notícias

21/12/2019

Secretaria da Saúde cria Núcleo inédito para Proteção de Mães e Fetos


Criado para aprimorar os atendimentos de mulheres em gestação de risco e de fetos com malformações o Núcleo de Medicina Fetal, no Hospital do Trabalhador, foi anunciado na I Jornada Internacional de Medicina Fetal do Estado do Paraná, realizado nesta sexta-feira, em Curitiba. O evento teve a participação de aproximadamente 200 médicos, enfermeiros e gestores. A inciativa é inédita no Brasil. O diretor-superintendente do Complexo Hospital do Trabalhador, Geci Labres de Souza Júnior, explica sobre a preocupação da mãe com seu bebê que não está totalmente saudável, por apresentar malformação, infecção ou outro problema. //SONORA GECI LABRES DE SOUZA JÚNIOR// As equipes do Hospital do Trabalhador, da Saúde da Mulher da Secretaria da Saúde e de outros hospitais, estabeleceram uma atividade conjunta, com objetivo de troca de conhecimento. O diretor comenta sobre a criação do primeiro centro de excelência de malformação, com o apoio do Governo Estadual e da Secretaria de Saúde do Estado na aquisição de equipamentos, dessa forma, os casos serão centralizados para diagnósticos mais complexos e a condução mais adequada do ponto de vista de conhecimento internacional. // SONORA GECI LABRES DE SOUZA JÚNIOR// O médico Carlos Alberto Anjos Mansur comenta sobre o objetivo do Hospital do Trabalhador e do Governo do Estado, em montar uma unidade central de conhecimento. //SONORA CARLOS ALBERTO ANJOS MANSUS// A coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Acácia Nasr, explicou da importância que a mulher paranaense tenha orientação genética, ultrassonografia e qualidade nos procedimentos, garantindo uma qualidade de vida ao feto. //SONORA ACACIA NASR// Carolina Poliquesi, chefe da Divisão da Saúde da Mulher da Secretaria da Saúde, explicou que o Núcleo será um lugar para o início da regulação, fortalecimento das equipes, capacitação e formulação dos protocolos. //SONORA CARLOINA POLIQUESI// Para o médico André Hadyne Miyague, que integra o Núcleo de Medicina Fetal do Hospital do Trabalhador, afirmou que o objetivo é oferecer um serviço de medicina de ponta, ético e humano.// SONORA // A coordenadora da Atenção Primária à Saúde e Rede de Atenção à Saúde Materno Infantil da 8ª Regional de Saúde de Francisco Beltrão, Ana Letícia Pinto, destacou a satisfação da implantação do núcleo e comenta que trouxe quatro profissionais para participar do evento. // SONORA ANA LETÍCIA PINTO// A gestora do Consórcio Intermunicipal de Saúde CIS Amunpar, Isabel Vasconcelos, que tem experiência de mais de 30 anos como enfermeira obstetra, diz que a organização do núcleo é excelente, e conta da emoção em participar deste momento. //SONORA ISABEL VASCONCELOS// O médico e professor Antônio Fernandes Moron, referência internacional na medicina fetal, um dos colaboradores do Núcleo, ressalva a inovação e modelo da saúde pública paranaense. //SONORA ANTONIO FERNANDES MORON// Esta foi a I Jornada Internacional de Medicina Fetal do Estado do Paraná, que ocorreu nesta sexta feira, em Curitiba, inovando e trazendo mais garantias de saúde para as mães e filhos paranaenses.(Repórter: Sérgio Aguiar)


Recomendar esta página via e-mail: