Rádio - Notícias

08/11/2019

Sanepar e prefeitura de Maringá se unem para preservar córregos da cidade


A Sanepar e a Prefeitura de Maringá são parceiras no projeto ambiental Ipojuca, lançado nesta sexta-feira. O objetivo é identificar e autuar empresas que estejam poluindo os córregos urbanos da cidade. Ipojuca significa, em tupi-guarani, água escura. De acordo com o gerente regional de Maringá da companhia, Vitor Gorzoni, este trabalho conjunto está alinhado com a política de sustentabilidade da Sanepar.// SONORA VITOR GORZONI.// A primeira ação da equipe, formada por técnicos da Sanepar e fiscais da secretaria municipal de Maringá, acontece na região da Bacia do Córrego Mandacaru. Em um segundo momento, os trabalhos serão desenvolvidos nas bacias de outros córregos da cidade. Na região do Mandacaru foram mapeadas 384 empresas que devem ser vistoriadas. Entre elas estão postos de combustíveis, lavanderias, serviços de autofossas, lava-jatos, oficinas mecânicas, pet-shops, açougues e outros segmentos que geram efluentes que podem ser lançados clandestinamente nas tubulações e poluir os córregos. Até o final de setembro deste ano, a secretaria aplicou 42 notificações e nove autos de infração, somando mais de 5 milhões de reais. Neste mesmo período, a Sanepar realizou 9 mil e 730 vistorias em residências e empresas, sendo identificadas 2 mil e 664 irregularidades. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: