Rádio - Notícias

13/08/2019

Polícia Civil prende donos de rede de pet shops por golpes e maus-tratos na Região Metropolitana de Curitiba


A Polícia Civil do Paraná cumpriu 11 mandados de busca e apreensão nesta terça-feira em endereços ligados a uma rede de pet shops. A operação foi realizada em Curitiba e em São José dos Pinhais. Sócios e funcionários da empresa são suspeitos por maus-tratos a animais, estelionato e falsificação de documentos. Na Capital, os policiais civis cumpriram mandados judiciais nos bairros Batel, Hauer, Portão, Boqueirão, Pinheirinho, Centro e Campo Comprido, sendo dois destes locais em shoppings. Em São José, as buscas aconteceram no bairro Faxina e no Centro. A empresa investigada atua na venda de filhotes de cães, canil e clínica veterinária. Segundo a Polícia Civil, o grupo se aproveitava da estrutura e da fama no mercado para enganar clientes, que adquiriram animais a alto custo, em muitos casos recebendo cães doentes e com “pedigree falso”. Há indícios de que os animais sofriam maus-tratos, passando dias sem alimentação e higiene adequada. De acordo com as investigações, a empresa realizava o comércio de raças de cães que não são procriadas no canil da rede, fazendo a revenda como se fossem da matriz. Além disso, não permitiam a visitação ao local da criação, alegando que esta seria uma medida de segurança para os cães. Ao todo, 72 cães foram resgatados e três pessoas encaminhadas à delegacia da Polícia Civil. Os animais vão receber atendimento em uma Organização Não Governamental cadastrada na Prefeitura de Curitiba, e depois serão colocados para adoção. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: