Rádio - Notícias

19/07/2019

Ação do Movimenta Preta homenageia 30 mulheres negras


Políticas públicas para promoção da igualdade, representatividade, combate ao racismo e acesso à educação e cultura foram alguns dos assuntos presentes no discurso das 30 mulheres negras homenageadas nesta semana, no miniauditório do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. A ação abriu o Movimenta Preta, programação promovida pela Superintendência Geral da Cultura em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho e apoio do Conselho da Promoção de Igualdade Racial. O objetivo é dar visibilidade ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e ao Dia Nacional Tereza de Benguela e da Mulher Negra. As duas datas são comemoradas no dia 25 de julho. A vice-presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Edna Aparecida Coqueiro ressaltou que o reconhecimento das mulheres negras deve ser amplo.// SONORA EDNA APARECIDA COQUEIRO// De áreas distintas, as homenageadas integram diversas frentes dentro do Movimento Social Negro, como liderança comunitária, quilombola, atuação em promotoria popular, saúde pública, pesquisa, feminismo negro, entre outros setores. A pedagoga, mestre em educação e promotora legal popular, Will Amaral, encerrou as homenagens da noite. Ela afirma que todas as homenageadas são guerreiras e resistentes.// SONORA WILL AMARAL// A programação do Movimenta Preta continua ao longo do mês, com debates na Biblioteca Pública do Paraná, show e a exposição "Ero Ere: Negras Conexões", no Museu de Arte Contemporânea do Paraná. (Repórter: Priscila Paganotto)


Recomendar esta página via e-mail: