Rádio - Notícias

17/05/2019

Londrina recebe programa Escola Segura em 18 colégios estaduais


O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou nesta sexta-feira o programa Escola Segura em Londrina, no Norte do Paraná. O colégio estadual Olympia Morais Tormenta, onde aconteceu a solenidade, e outras 17 escolas estaduais do município contam agora com policiais militares que vão atuar diariamente para reforçar a segurança no período de aulas. Serão 35 policiais atuando nas escolas de Londrina. De acordo com o governador, a proposta é inspirada em uma iniciativa implantada em Portugal e ajuda a proteger toda a comunidade escolar. // SONORA RATINHO JUNIOR // Parceria entre as Secretarias da Educação e da Segurança Pública, o projeto prevê a presença de policiais militares da reserva remunerada nas escolas estaduais em dois turnos: das 7 da manhã às 3 da tarde, e das 3 da tarde às 11 horas da noite. Inicialmente participam 51 colégios de Foz do Iguaçu, de Londrina e da Região Metropolitana de Curitiba. O secretário da Educação, Renato Feder, explicou que o programa será expandido gradativamente, até chegar a todas as escolas da rede estadual. Ele destaca que o Escola Segura procura garantir a segurança do início ao fim do dia nas atividades das escolas. // SONORA RENATO FEDER // Objetivo do Escola Segura é prevenir crimes e delitos e incentivar a participação da comunidade escolar em ações contra o tráfico e uso de drogas, violência, bullying e dano ao patrimônio público. A diretora do colégio Olympia Morais Tormenta, Maria do Carmo Ambrósio, disse que os policiais já estão atuando na escola há duas semanas e o ambiente passou a ser bem mais tranquilo. // SONORA MARIA AMBROSIO // O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, afirmou que a prefeitura já atua em parceria com a Polícia Militar para regularizar a sinalização de segurança nas escolas municipais. // SONORA MARCELO BELINATI // De acordo com o militar Renato da Silva, poder participar do Escola Segura é motivo de grande satisfação. // SONORA RENATO SILVA // O programa Escola Segura complementa o trabalho do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, que fez o treinamento dos profissionais que vão atuar nas unidades de ensino. Eles vão reforçar ações preventivas, desenvolvendo atividades com alunos, professores, equipe pedagógica, pais e responsáveis. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: