Rádio - Notícias

18/02/2019

Paraná e São Paulo preparam projeto executivo de vigilância da fronteira


Em reunião realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, os governadores Carlos Massa Ratinho Junior e João Doria Junior acertaram os termos do projeto executivo de vigilância das fronteiras e integração das forças de segurança, para o combate ao crime organizado nos estados do Paraná e de São Paulo. Os detalhes vão ser apresentados no mês que vem pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná. Também participaram do encontro os secretários de Segurança Pública, general Luiz Felipe Carbonell, do Paraná, e general João Camilo Pires de Campos, de São Paulo. Ratinho Junior afirmou que o objetivo principal é firmar a parceria entre as polícias Civil e Militar do Paraná com as corporações de São Paulo, para planejar e executar políticas de segurança pública nos 940 quilômetros da fronteira. // SONORA RATINHO JUNIOR // João Doria Junior destacou que os dois estados são aliados históricos e precisam trabalhar em conjunto para combater os números da violência. // SONORA JOÃO DORIA // O convênio proposto por Ratinho Junior faz parte da estratégia do Paraná de potencializar o combate ao tráfico de drogas e armas. A iniciativa prevê a troca de informações e permite que forças de segurança paulistas atuem eventualmente em território paranaense e vice-versa, sem prejuízo ao trabalho desenvolvido pela Polícia Federal. O propósito da parceria inédita entre estados brasileiros, encabeçada pelo Paraná, é trazer inteligência e tecnologia para combater o crime organizado, o tráfico e as ações contra os caminhões de carga. O Paraná faz divisa com os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, além de ter 450 quilômetros de fronteira seca e aquática com a Argentina e o Paraguai. A intenção é apresentar também um modelo aos governadores de Mato Grosso do Sul e Santa Catarina em breve. (Repórter: Rodrigo Arend)


Recomendar esta página via e-mail: