Rádio - Notícias

26/06/2018

Sistema prisional tem novas vagas em Ponta Grossa, nos Campos Gerais


A Secretaria Especial da Administração Penitenciária entregou nesta segunda-feira as obras de instalação de seis celas modulares na Cadeia Pública Hildebrando de Souza, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Com isso, foram abertas 72 novas vagas no sistema prisional do Paraná. Em todo o estado, são 57 novas celas, que vão abrigar 684 presos. O investimento é de 8 milhões de reais. Para o secretário especial da Administração Penitenciária, coronel Élio de Oliveira Manoel, que esteve presente na entrega do espaço, as novas celas oferecem ao preso tudo aquilo que a Lei de Execuções Penais prevê. Sebastião Cesar de Araújo, diretor da Cadeia Pública Hildebrando de Souza, afirmou que estão sendo definidos o perfil dos presos que serão removidos para as novas celas, e que a prioridade será dos que já possuem condenação. Uma reunião foi realizada na prefeitura de Ponta Grossa para apresentar dois projetos de construções de unidades penais para o município que estão em andamento. O primeiro é a Cadeia Pública de Ponta Grossa, unidade de regime fechado, que terá capacidade para 752 presos. O valor do investimento é de quase 24 milhões de reais, recurso que já está assegurado. A licitação está prevista para ocorrer até o fim de novembro e as obras devem ter início no ano que vem. O prazo de execução é de 15 meses. A segunda obra prevista para o município é a Casa de Custódia de Ponta Grossa, também de regime fechado, com capacidade para 512 presos. A estrutura servirá como unidade de entrada do sistema prisional de Ponta Grossa, onde os presos serão identificados e encaminhados para outras unidades. O terreno para instalação já foi definido: fica ao lado das unidades penais já existentes na cidade. Depois da adequação do terreno, que contará com o apoio da prefeitura municipal na fase de preparação do solo, uma licitação será aberta para a contratação de empresa que vai desenvolver o projeto de construção da Casa de Custódia. Com as duas novas obras, a cidade contará com mais de mil e duzentas novas vagas no sistema prisional. (Repórter: Filipe Andretta)


Recomendar esta página via e-mail: