Rádio - Notícias

29/04/2018

Interior fica com 90% dos 246 mil empregos criados no Paraná


O Interior do Estado abriu 90,3% das vagas de emprego geradas no Paraná desde 2011. No embalo do agronegócio e investimentos atraídos pelo programa Paraná Competitivo, foram criadas 222 mil e 100 novas vagas com carteira assinada até março deste ano no Interior. Somando a capital, foram 246 mil contratações realizadas em todo o Estado no período. O volume é o saldo entre admissões e demissões no período, conforme levantamento do Ipardes, Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social, baseado em dados do Ministério do Trabalho. A governadora Cida Borghetti afirmou que a descentralização da economia permite o crescimento do emprego em todo o Estado, gerando renda e movimentando a economia local. No primeiro trimestre de 2018, o interior segue na dianteira, com 65,4% nas contratações com carteira assinada. Porém com o fim da crise econômica, a região de Curitiba voltou a contratar e a diferença diminuiu. De acordo com o diretor presidente do Ipardes, Julio Suzuki Junior, o Paraná tem um desenvolvimento consistente e a expectativa é boa para o restante do ano.// SONORA JULIO SUZUKI.// Mesmo com a forte crise econômica nacional, o Paraná foi o terceiro Estado que mais criou empregos formais no Brasil nesta década, ficando atrás apenas de São Paulo e Santa Catarina, e respondendo por 10,8% do total de empregos gerados no País. De acordo o Ipardes, o setor de serviços foi o que mais criou empregos no Estado desde 2011, com um saldo de 169.451 vagas. A seguir vem o comércio, com 87.029 vagas, e a agropecuária, com 6.423 empregos. O levantamento mostra que Curitiba foi a cidade, isoladamente, mais gerou vagas, com 20.240 empregos, entre janeiro de 2011 e março de 2018. Em seguida estão Maringá, com 18.684, e Cascavel, com 14.534. (Repórter: Wyllian Soppa)


Recomendar esta página via e-mail: