Rádio - Notícias


27/03/2018
Em seis anos, Família Paranaense reduz extrema pobreza em mais de 57%

Na comemoração dos seis anos do programa Família Paranaense, nesta terça-feira, foi anunciada a liberação de informações mapeadas para subsidiar a formulação de políticas públicas para aqueles que mais precisam. A abertura foi realizada pelo governador Beto Richa e pela secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa. Agora, todas as prefeituras paranaenses vão ter um novo instrumento para cuidar melhor das famílias em vulnerabilidade social. Nestes seis anos, mais de 330 mil famílias foram atendidas em alguma modalidade do programa Família Paranaense, que reduziu em 57,4% a extrema pobreza no Estado. O Governador afirmou que o Paraná foi o estado das regiões Sul e Sudeste que mais reduziu a pobreza e atribuiu os resultados também à boa parceria com as administrações municipais. //SONORA BETO RICHA// Durante o evento, foi assunto o banco de dados que cruza informações de múltiplas bases de informações governamentais, fruto da Celepar, que em acordo com a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social faz um levantamento de todas as famílias e permite melhorar o que está sendo ofertado. Segundo a Secretaria Fernanda Richa, em dois anos de programa, as famílias acompanhadas saem preparadas e inseridas no mercado de trabalho. //SONORA FERNANDA RICHA// O total de investimentos do programa Família Paranaense, desde 2012, chegou aos 230 milhões de reais, destinados à transferência de renda, projetos intersetoriais e ações desenvolvidas pelos municípios. Atualmente, há 48 mil famílias com acompanhamento individualizado. Somente em programas de transferência de renda, foram mais de 140 milhões de reais, para as quase 310 mil famílias em todos os municípios paranaenses. A coordenadora do Família Paranaense, Letícia Reis, afirmou que houve redução de 71,39% na vulnerabilidade das famílias acompanhadas. //SONORA LETÍCIA REIS// São diversos os casos de pessoas que aproveitaram o programa em busca de uma melhora condição de vida. Rosane de Paula Fontoura, de Prudentópolis, conheceu o programa no Centro de Referência de Assistência Social, o Cras, do município e diz que o Família Paranaense ajudou muito a família. //SONORA ROSANE DE PAULA FONTOURA// Durante o evento, o Governador Beto Richa ainda reforçou que programas como o Família Paranaense e outras áreas, como educação, saneamento, habitação, saúde e infraestrutura, vão receber futuros investimentos do Governo do Estado no valor de quase 8 bilhões e meio de reais, em 2018. (Repórter: Gilberto Bettinelli)






Salvar