Rádio - Notícias

27/02/2018

Paraná investiu três bilhões e 700 milhões de reais na Saúde em 2017, maior valor já registrado


A Secretaria de Estado da Saúde apresentou nesta terça-feira aos deputados estaduais, na Assembleia Legislativa, o relatório final de ações de 2017. A apresentação foi feita pelo diretor-geral da Secretaria, Sezifredo Paz. Segundo o relatório, a execução orçamentária do ano passado ultrapassa três bilhões e 700 milhões de reais investidos na Saúde do Paraná, o maior valor já registrado. A reunião foi presidida pelo deputado estadual e presidente da Comissão de Saúde, Doutor Batista. Sezifredo Paz destacou a porcentagem do orçamento destinada ao setor da saúde. // SONORA SEZIFREDO PAZ // A razão da mortalidade materna no Paraná passou de 64,4 óbitos maternos para cada 100 mil nascidos vivos, em 2010, para 19,7, como resultado preliminar de 2017, uma redução de quase 50%. No mesmo período, a mortalidade infantil teve redução de 16%, passando de 12,2 por mil nascidos vivos para 10,3. A Rede Paraná Urgência, que qualifica os atendimentos de urgência e emergência do Estado, contou com capacitações para 3.776 participantes, adesão de sete novos hospitais e repasse de 13 milhões e 700 mil reais para melhoria da estrutura física e equipamentos. O reflexo dos investimentos pode ser visto com a redução da taxa de mortalidade por causas externas, exceto violências, de 51,5, em 2010, para 37,7, em 2017, e da taxa de mortalidade por doenças cárdio e cerebrovasculares de 79 pessoas de 0 a 69 anos a cada 100 mil habitantes, em 2010, para 61,7 no ano passado. As duas metas propostas pela Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência foram alcançadas com o teste do pezinho em 100% dos nascidos vivos do Paraná e de exames para triagem auditiva em 76,6%. A meta era 40%. Também foram oferecidas 565 mil órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção em 2017. Em novembro ocorreu o lançamento oficial da Rede de Atenção Integral à Saúde do Idoso e as três metas relacionadas à pessoa idosa foram atingidas. Entre elas, 83% dos municípios do Estado já realizam a estratificação de risco dos idosos, quando a meta era de 70%. Sezifredo Paz também contou os objetivos de investimento para este ano de 2018. // SONORA SEZIFREDO PAZ // Para finalizar a apresentação, o diretor mostrou uma pesquisa feita com a população paranaense entre os meses de setembro e outubro de 2017 sobre a satisfação com o SUS do Paraná. Nela, 84% dos entrevistados declararam já ter utilizado os serviços no Estado e os níveis de satisfação chegaram a 68% em algumas regiões, como o Norte novo. (Repórter: Gustavo Vaz)


Recomendar esta página via e-mail: