Rádio - Notícias

02/01/2018

Saldo de empregos no mês de novembro, no Paraná, é o melhor em três anos


O Brasil interrompeu, no mês de novembro, a série de sete meses de saldo positivo de vagas no mercado de trabalho, mas o Paraná seguiu firme na retomada e continuou a contratar. Dados do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostram um saldo, entre admissões e demissões, de 1.433 vagas com carteira assinada no Paraná. No mesmo período, o Brasil cortou 12.292 empregos. Foi o melhor resultado do Paraná dos últimos três anos para o mês e destaque foi o setor de comércio, com 3.198 vagas. Também tiveram dados positivos os setores de indústria e serviços. No acumulado de janeiro a novembro do ano passado, o Paraná tem saldo de 36.394 vagas. A indústria foi o setor que mais gerou empregos seguido dos serviços, comércio, agropecuária e administração pública. Os resultados negativos vieram da construção civil, serviços industriais de utilidade pública, e a atividade extrativa mineral. A economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Suelen Glinski Rodrigues dos Santos, ressalta que o resultado do mês de novembro confirma a retomada do emprego no Paraná.// SONORA SUELEN GLINSKI RODRIGUES DOS SANTOS//Das 27 unidades da federação, 11 tiveram saldos positivos de geração de emprego em novembro, de acordo com dados do Caged. Em termos nacionais, o que pesou negativamente, segundo o Ministério do Trabalho, foram as demissões da indústria, que eliminou mais de 29 mil vagas, e da construção civil. No ano passado, a atividade de abate de suínos, aves e outros pequenos animais foi a que mais contratou e o Paraná ocupa o primeiro lugar no saldo do setor no País, à frente de Santa Catarina. (Repórter: Priscila Paganotto)


Recomendar esta página via e-mail: