Rádio - Notícias

28/12/2017

Durante a gestão do governador Beto Richa universidades registram aumento de 50% em cursos de mestrado e doutorado


As sete universidades estaduais do Paraná criaram mais de 100 cursos de mestrado acadêmico, profissional e doutorado, no período de 2010 até o final de 2017. O aumento registrado foi de 57% de novas áreas de conhecimento do ensino superior no Paraná. Além disso, as instituições também avançaram na oferta de cursos de especializações, mais de 140 neste ano. No total, são 400 cursos de pós-graduação, disponibilizados pelas universidades estaduais do Paraná. Para o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, as universidades aumentaram também a qualidade na formação profissional e nas pesquisas produzidas, fechando 2017 com investimentos e destaques positivos //SONORA JOÃO CARLOS GOMES// A Universidade Estadual de Maringá, a UEM, e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná, a Unioeste, foram as instituições que mais criaram cursos nesse período de oito anos. A UEM passou de 30 mestrados em 2010 para 52 em 2017. Já a Unioeste dobrou a quantidade ofertada de mestrados, de 17 para 36, e criou 10 cursos novos de doutorado. Para o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Unioeste, Silvio César Sampaio a meta do começo da gestão foi ultrapassada na unidade. Além de novas áreas de conhecimento que possibilitam o desenvolvimento de pesquisas e projetos de extensão, o Governo do Estado investiu em bolsas para mestrado e doutorado, por meio da Fundação Araucária, e foram disponibilizadas, só em 2017, 4 mil bolsas. Entre os anos de 2011 e 2016, a Fundação investiu mais de 360 milhões de reais em bolsas de estudo, lançou 120 chamadas públicas e financiou aproximadamente 20 mil bolsas e quatro mil projetos. (Repórter: Gilberto Bettinelli)


Recomendar esta página via e-mail: