Rádio - Notícias

07/12/2017

Hospitais municipais vão receber recursos do Governo do Estado para obras e equipamentos


O Governo do Estado vai repassar até 107 milhões de reais para 134 estabelecimentos hospitalares ou fundações públicas municipais vinculados ao SUS. A ação faz parte da quarta fase do Hospsus - programa de apoio e qualificação dos hospitais públicos e filantrópicos do SUS do Paraná. Nesta etapa, pela primeira vez, os recursos do programa podem ser destinados a obras e à compra de equipamentos. A decisão foi tomada nesta quarta-feira durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite, instância estadual de pactuação da política pública de saúde, com a participação de secretários municipais. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, os hospitais enfrentam dificuldades para destinar recursos para obras e equipamentos, pois o custeio dos serviços é a prioridade. Por isso, o Governo do Estado vai garantir um aporte financeiro extra para ser destinado exclusivamente à modernização e melhorias na estrutura. O secretário Michele ressalta os esforços que estão sendo feitos para manter a qualidade da saúde no Paraná.// SONORA MICHELE CAPUTO NETO.// A nova etapa garante até 500 mil reais para cada instituição de saúde para obras de construção, instalação, ampliação, reforma e recuperação, repassados em três parcelas, e até 300 mil reais para aquisição de equipamentos, transferidos em parcela única. Além de serem hospitais municipais ou fundações públicas municipais que atendam pelo SUS, as instituições apenas poderão solicitar o recurso se apresentarem produção hospitalar regularmente. Os recursos vão ser encaminhados diretamente aos fundos municipais. O município deverá executar a obra no prazo máximo de 24 meses após o recebimento da primeira parcela. Lançado em 2011, o Hospsus beneficiou na primeira fase hospitais públicos e filantrópicos de alta complexidade que são referências regionais para as redes Mãe Paranaense e Paraná Urgência. No segundo momento, o foco foi em hospitais e maternidades de baixa e média complexidade, com um incremento no repasse de recursos para qualificação dos partos. Na terceira fase o objetivo foi fortalecer hospitais municipais de pequeno porte. Também nesta fase, o governo ampliou os estabelecimentos elegíveis, incluindo instituições filantrópicas de pequeno porte. Agora, na quarta etapa, estabelecimentos hospitalares ou fundações públicas municipais vinculados ao SUS vão receber repasses do Governo do Estado que podem ser utilizados para obras e compra de equipamentos. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: