Rádio - Notícias

06/01/2017

Ponta Grossa assume administração turística do Parque de Vila Velha


A prefeitura de Ponta Grossa e o Governo do Estado firmam parceria para a exploração do uso de atendimento ao público no Parque Estadual de Vila Velha, nos Campos Gerais. A decisão do município foi tomada em reunião com o IAP, Instituto Ambiental do Paraná, e Paraná Turismo, nessa sexta-feira. O município participa do atendimento ao público com monitores e guias turísticos, realização de novos atrativos, comunicação visual e marketing do parque, em parceria com o IAP, que continua como responsável pela gestão da Unidade de Conservação. Demais atividades de conservação e manutenção do local também permanecem sob responsabilidade do IAP. O prefeito do município, Marcelo Rangel, explicou o motivo de Ponta Grossa ter reivindicado a administração do Parque. // SONORA MARCELO RANGEL // A parceria, com os cronogramas e projeções, será oficializada no início do mês que vem. O presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, relatou que o parque volta ao contexto do município. // SONORA LUIZ TARCISIO MOSSATO PINTO // Agora, as instituições trabalham na formalização da parceria, com análises técnicas, jurídicas e econômicas. Marcelo Rangel também ressaltou a estrutura da cidade, enfatizando uma melhora nos últimos anos. // SONORA MARCELO RANGEL // Além da parceria, o presidente do IAP também garantiu na reunião que a visitação na Lagoa Dourada e nas Furnas deve voltar a ocorrer na segunda quinzena deste mês. // SONORA LUIZ TARCISIO MOSSATO PINTO // De acordo com relatório apresentado pela Paraná Projetos, no primeiro semestre do ano passado mais de 31 mil pessoas visitaram o Parque Estadual de Vila Velha. Nesse período, o local recebeu visitantes de 43 países, sendo a maioria do Brasil. Entre os cerca de 30 mil brasileiros, 22 mil são do Paraná, sendo a maioria com origem em Curitiba, Ponta Grossa ou Londrina. O Parque Estadual de Vila Velha foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Entre a fauna do parque, já foram encontradas muitas espécies próprias do local e ameaçadas de extinção, como o lobo-guará, o bugio-ruivo, tamanduá-bandeira, a jaguatirica, entre outras. (Repórter: Gustavo Vaz)


Recomendar esta página via e-mail: