Rádio - Notícias

19/11/2015

Paraná já é a quarta maior economia do Brasil, segundo Ipardes e IBGE


O Paraná ultrapassou o estado do Rio Grande do Sul e já é a quarta maior economia do País. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ipardes, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social, e pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A economia paranaense respondeu por 6,3% de todas as riquezas geradas no País em 2013, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O Rio Grande do Sul ficou com 6,2%. A mudança de patamar da economia paranaense é histórica, pois desde 1949 o Paraná ocupava a posição de quinta maior economia do Brasil. Para o governador Beto Richa, o esforço dos trabalhadores e das empresas paranaenses elevou o Estado ao grupo das quatro maiores economias regionais do País.// SONORA BETO RICHA// Em 2013, o PIB, Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos, chegou a 332 bilhões e 800 milhões de reais no Paraná. A economia estadual cresceu, em termos reais, já descontada a inflação, 5,6% em relação ao ano de 2012, e foi embalada pelo desempenho da agropecuária, da indústria de transformação e do setor de serviços. O presidente do Ipardes, Julio Suzuki Júnior, ressalta que a mudança é resultado de uma combinação de fatores.// SONORA JULIO SUZUKI JUNIOR// No ranking de PIB per capita, o Paraná subiu uma posição e passou a ocupar a sexta colocação. O ranking mede a desigualdade de acordo com uma pontuação que vai de 0 a 1, no qual quanto mais perto de zero, menores são as diferenças sociais. De acordo com Julio Suzuki, o crescimento do PIB em 2013 foi acompanhado também da redução da desigualdade social.// SONORA JULIO SUZUKI// As últimas projeções de analistas ouvidos pelo Banco Central apontam para uma retração 3,1% no PIB no Brasil nesse ano. De acordo com o chefe do IBGE no Paraná, Sinval Dias dos Santos, a indústria teve como motor a produção de veículos automotores, máquinas e equipamentos, alimentos e produtos madeireiros. O crescimento do Paraná, segundo ele, foi maior do que o Brasil, que cresceu 3% em 2013.// SONORA SINVAL DIAS DOS SANTOS// A diversificação da indústria paranaense nas últimas décadas estimulou o desenvolvimento econômico. O polo automotivo do Estado é o terceiro maior do Brasil e o Paraná também é destaque na atração de investimentos produtivos, que tem efeitos multiplicadores na economia, na geração de empregos e renda. Desde 2011, o Paraná Competitivo, programa de incentivos do Estado, já atraiu 40 bilhões e 300 milhões de reais entre investimentos privados e de estatais, com a geração de 99 mil empregos diretos. (Repórter: Priscila Paganotto)


Recomendar esta página via e-mail: