Rádio - Notícias

25/02/2015

Governador Beto Richa afirma que os alunos precisam voltar para a sala de aula


O governador Beto Richa ressaltou nesta quarta-feira, em entrevista à RPCTV, em Curitiba, a necessidade urgente da volta às aulas nas escolas estaduais do Paraná. Ele afirmou que o direito a manifestação é legítimo, mas é preciso que a normalidade seja recobrada o quanto antes.// SONORA BETO RICHA// O governador ressaltou ainda que praticamente todas as reivindicações já foram atendidas.// SONORA BETO RICHA// O governador lembrou que os professores receberam 60% de aumento salarial nos últimos quatro anos e um aumento de 75% na hora-atividade. O pagamento das rescisões dos professores contratados pelo Processo Seletivo Simplificado, que somam 70 milhões de reais, foi feito na terça-feira. Também está assegurado o pagamento do terço de férias em março, em cota única. Beto Richa falou sobre a necessidade de medidas de contenção de gastos.// SONORA BETO RICHA// Ele lembrou ainda que no fim do ano passado foram encaminhadas medidas de reajustes de alíquotas de impostos, que, mesmo com as alterações, ficaram dentro da média nacional.// SONORA BETO RICHA// O governador ressaltou a necessidade de melhorar o fluxo de caixa no início do ano. Parte das receitas de janeiro é antecipada para pagar o 13º salário dos servidores. Além disso, a receita de impostos só começará a entrar após 90 dias da alteração das alíquotas. É o caso da receita do IPVA, que normalmente começa a entrar em janeiro e que, neste ano, foi adiado para abril. Beto Richa destacou que a partir de abril, a receita do IPVA deve começar a entrar no caixa do Estado.// SONORA BETO RICHA// Beto Richa destacou que o Governo do Estado mantém ações sistemáticas de austeridade, impondo metas aos secretários para redução de gastos de custeio.// SONORA BETO RICHA// O governador lembrou que, no ano passado, foram eliminadas cinco secretarias estaduais e outras foram fundidas.// SONORA BETO RICHA// O governador Beto Richa também mencionou avanços como a contratação de 23 mil professores e de 10 mil policiais, a criação de empregos e a política de industrialização. (Repórter: Juliane Silva)


Recomendar esta página via e-mail: