Rádio - Notícias

30/01/2015

Empresa russa vai investir 160 milhões de reais no Porto de Antonina, no Litoral do Estado


A empresa russa Uralkali anunciou nesta sexta-feira um investimento de mais de 160 milhões de reais na área logística do Porto de Antonina, no Litoral do Estado, ao longo dos próximos quatro anos. O anúncio foi feito durante uma reunião do governador Beto Richa com diretores da empresa, realizada na sede da Appa, Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Os investimentos, que incluem a construção de um novo berço de atracação no Terminal Ponta do Felix, dois novos armazéns de 120 mil toneladas e a melhoria do sistema de movimentação de cargas, devem dobrar a capacidade de descarregamento de fertilizantes do Porto de Antonina. Com a obra, a capacidade de importação do terminal passa das atuais duas milhões de toneladas para quatro milhões de toneladas por ano. O governador Beto Richa afirmou que o anúncio é mais um exemplo de como os investimentos têm sido crescentes, desde o início de 2011.// SONORA BETO RICHA// Atualmente, a Uralkali responde por 25% de toda a produção global de potássio que é a matéria-prima para a produção de fertilizantes, sendo a líder mundial no segmento. O Porto de Antonina é a principal opção da empresa para movimentação de produtos e para suprir o agricultor brasileiro com fertilizantes. A modernização dele foi fundamental para atrair os investimentos russos. A nova dragagem do Porto de Antonina foi apontada pelo grupo de empresários como determinante para que um maior volume de cloreto de potássio pudesse ser importado. Segundo o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, os investimentos e a redução do tempo de espera dos navios no porto, fizeram de Antonina uma das melhores opções para as empresas que operam este tipo de atividade nos portos brasileiros.// SONORA JOSÉ RICHA FILHO// De acordo com o diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, um sistema de descarregamento mais eficiente de fertilizantes reduz os custos logísticos e diminui o preço dos insumos que chegam ao produtor agrícola local.// SONORA LUIZ HENRIQUE DIVIDINO// Além dos investimentos para intensificação da importação de fertilizantes, a reunião também alinhou a possibilidade de retomar a exportação de carnes para a Rússia. O mercado russo já é um dos principais consumidores destes produtos em todo o mundo e a ideia é aproveitar o terminal de Antonina para fazer escoar a produção paranaense de carne de frango, suína e bovina. (Repórter: Priscila Paganotto)


Recomendar esta página via e-mail: